segunda-feira, 4 de julho de 2011

A adoração aceita por Deus*

Romanos 1.25 ...pois eles mudaram a verdade de Deus em mentira, adorando e servindo a criatura em lugar do Criador o qual é bendito eternamente, amém.



          Nunca foi tão conjugado, em nossos dias, o verbo adorar, principalmente no meio evangélico chamado “gospel”. Em qualquer show dessa natureza a proposta é: vamos adorar ao Senhor. Não há nenhum problema em relação a isto, porém, para que a adoração seja aceita por Deus é necessário que ela seja oferecida de um modo espiritual e que esteja de acordo com a verdade.
          Em primeiro lugar a adoração requer uma atitude de reverência a Deus. Devemos tratar o Senhor com o respeito que ele merece e com o temor que lhe é devido (Pv. 1.7), dando a Ele toda a glória e o louvor, esvaziando-nos de nós mesmos porque do contrário, estaremos servindo mais a nós do que ao Senhor.
          Em segundo lugar, a adoração que Deus aceita, flui de um coração agradecido. Deus é o autor de toda dádiva boa e perfeita, ele merece nossa eterna gratidão. Devemos a Ele as nossas próprias vidas. Ser ingrato é um ato de suprema arrogância. A ingratidão indica um coração tão cheio de orgulho e auto-suficiência que não sobra espaço para a gratidão.
          Em terceiro lugar, a adoração deve ser desprovida de toda e qualquer sorte de idolatria. Deus deve ser verdadeiramente adorado, isto é, em espírito e em verdade e esta adoração deve partir de um coração reverente e humilde, direcionada ao verdadeiro Deus revelado nas Escrituras. Tal adoração alimenta e fortalece as nossas próprias almas, ela não alimenta Deus. Ele não precisa de nossa adoração para sobreviver. A falsa adoração nunca o prejudicará, mas é calamitosa para nós.



* Presb. Natanael Braz da Silva.
Membro da 1ª Igreja Presbiteriana de Roraima
Professor da Escola Estadual Pres. Tancredo Neves



2 comentários:

  1. Devemos lutar para anunciar mensagens evangelicas que sejam verdadeiras e vividas por nós vejo que como o versiculo diz existe muita gente "mudando" a verdade de Deus!

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado pelo seu comenário.

    ResponderExcluir